domingo, 30 de outubro de 2011

O desenvolvimento físico e mental podem e devem caminhar juntos

Algumas pessoas acreditam erroneamente que o método de Glenn Doman poderia "atrasar" o desenvolvimento do bebê em algum aspecto, devido ao estímulo precoce da leitura. Isso é um completo absurdo!!! O que temos hoje é a predominância no Brasil de educadores desatualizados e escolas que aplicam métodos de ensino ultrapassados, onde os pais não podem contar, na maioria dos casos, com orientações mais compatíveis com uma nova geração de crianças que está chegando ao mundo. Esta situação se reflete inclusive no próprio Governo Federal onde o MEC recentemente estabeleceu uma idade mínima para entrar no ensino fundamental.

Estou disponibilizando um vídeo de algumas atividades da minha bebê para mostrar que o desenvolvimento físico e mental podem caminhar juntos. Isto é mais uma prova de que as teses de alguns educadores contra a inovação no ensino infantil não tem fundamento. Desde que a Mirela nasceu, minha esposa e eu aplicamos o método de Glenn Doman para ensinar leitura e matemática. A Internet tem muitas informações com diferentes pontos de vista sobre a educação dos filhos, mas depois de um longo estudo de casos sobre o método de Glenn Doman, eu tomei a decisão de não aceitar os "padrões" impostos pela sociedade atual e busco sempre inovar no ensino da minha bebê.

domingo, 9 de outubro de 2011

O ensino da segunda língua pela método de Glenn Doman

Uma dúvida bem frequente dos pais é sobre quando iniciar o ensino da segunda língua. Este é um assunto pouco tratado por artigos nos EUA, talvez pelo fato do inglês ser uma língua "culturalmente dominante", resultando em pouca preocupação pela segunda língua. No Japão, achei um estudo interessante que iniciou o ensino da segunda língua a partir dos 6 meses (http://url.bebegenio.com.br/artigo-japao-bilingue). Neste artigo, é aplicado não somente o método de Glenn Doman, mas também outros conceitos e metodologias dependendo da faixa etária.

Nas minhas pesquisas eu observei que não existe um consenso sobre o assunto. Desta forma, adotei para minha filha a seguinte estratégia: iniciar a segunda língua somente depois que eu tivesse certeza que as palavras aprendidas na língua portuguesa fossem absorvidas em nível semântico. Para isso, tive que esperar o desenvolvimento físico do meu bebê ao ponto da coordenação motora demonstrar claramente a associação das palavras aprendidas ao mundo real. Um exemplo de como isso pode ser feito: cite as partes do corpo que foram ensinadas durante o método de Glenn Doman e observe se o bebê consegue indicar com clareza. Na minha bebê, comecei a observar este fato aos 9 meses, justamente quando o desenvolvimento físico já estava bem avançado e ela já dava os primeiros passos.

Neste assunto, a sensibilidade de cada papai e mamãe é o melhor indicador para escolher o momento certo para iniciar. Este post foi inspirado em dúvidas que recebi de pais e espero que ajude a esclarecer um pouco mais o assunto.