Leitura - Etapa 0

Iniciando o ensino com um recém-nascido

Para as mamães que irão iniciar o programa de ensino a partir do nascimento do seu bebê, é importante a compreensão de algumas características sobre a evolução visual de um bebê. Durante as primeiras semanas, a capacidade de enxergar de um bebê é muito rudimentar, por isso antes de iniciar o programa de ensino propriamente dito, faz-se necessário um programa de estímulo visual para que o bebê possa visualizar as palavras com nitidez. Ao nascer, a visão do bebê só consegue distinguir claro e escuro, ou seja, nenhum detalhe consegue ser visto. A visão vai evoluindo até que amadurece por volta de doze semanas ou mais. Porém, com um correto estímulo visual, é possível reduzir o tempo de amadurecimento para um período entre oito e dez semanas. Ao longo deste artigo, será apresentada uma metodologia para a execução de um programa de estímulo visual.

A escolha das palavras

Para esta etapa de estímulo visual utilizaremos as palavras que farão parte do próprio programa de aprendizagem  de leitura. Porém, ressalto que nestas primeiras semanas não estaremos realmente ensinando, apenas estaremos estimulando a visão. Ensinarei a montar o material para uma meta de 9 semanas, mas a mãe poderá interromper o programa antes de 9 semanas caso tenha a percepção que o seu bebê já consegue focalizar com rapidez as palavras. Selecione 21 palavras para serem apresentadas durante estas 9 semanas. A sugestão é iniciar com partes do corpo e o próprio nome do bebê. Segue uma sugestão:

  • Grupo 1: "nome do bebê", papai, mamãe, mão, joelho, pé, cabeça
  • Grupo 2: nariz, cabelo, dedo, orelha, braço, polegar, perna
  • Grupo 3: olho, boca, cotovelo, lábio, ombro, umbigo

A preparação do material

O material a ser preparado deve ter o formato de cartões retangulares com a dimensão de 60cm de largura e 15cm de altura. As palavras devem ter em torno de 13cm de altura. As palavras que irão constar nestes cartões devem estar em cor vermelha e as letras devem possuir uma espessura de 2cm. O papel deve ser totalmente branco (constando unicamente a palavra em vermelho). A figura a seguir exemplifica a estrutura do material:
Para ajudar os pais que não possuem muito tempo para preparar o material eu montei um arquivo com estas especificações utilizando a fonte Arial (em bold). O arquivo foi montado no LibreOffice (suite office gratuita que pode ser baixada na internet). Nos links abaixo, você poderá acessar as duas versões:

  • Versão em PDF (http://url.bebegenio.com.br/etapa0-pdf): caso você deseje utilizar as mesmas palavras sugeridas no grupo, então basta utilizar este arquivo. Depois que o link indicado abrir no seu navegador, clique em "File" -> "Download Original" para baixar o arquivo para seu computador. 
  • Versão "editável" (http://url.bebegenio.com.br/etapa0-original): caso você deseje alterar as palavras dos grupos indicados anteriormente, então você deve baixar esta versão e instalar o LibreOffice (também conhecido pela denominação BrOffice ou OpenOffice) para poder editar o arquivo.

Estes arquivos foram montados para serem impressos numa Plotter ("impressora" de grande formato) formato A0. Você poderá procurar uma gráfica rápida para fazer esta impressão sem maiores problemas. Uma observação importante é que o nome do bebê não foi incluído no arquivo por razões óbvias (cada bebê tem um nome diferente). Desta forma, você poderá incluir o nome através do arquivo editável ou simplesmente solicitar na própria gráfica que inclua o nome (normalmente eles vão montar o cartão num software gráfico específico).

Depois que os nomes forem impressos deverão ser recortados no formato indicado e colados numa cartolina para ganhar rigidez. A gráfica poderá fazer este trabalho, ou você mesmo pode fazê-lo. Outra opção um pouco mais cara é imprimir os cartões em PVC (material "plástico" resistente e flexível). Neste formato, normalmente a gráfica imprime as palavras num adesivo transparente e cola no PVC gerando um cartão bem rígido. É importante solicitar que as bordas dos cartões PVC sejam aparadas para não ter perigo de machucar o bebê durante o manuseio.

A aplicação do programa de estímulo visual

Cada grupo será aplicado por um período de 3 semanas consecutivas. Ao final desta série de 3 semanas, entra o próximo grupo. Cada palavra será usada num dia da semana e será apresentada umas dez vezes por dia ao bebê (em alguns dias será possível apresentar mais vezes, outros dias menos vezes, dependendo da disposição da mãe e do bebê). Como temos 7 palavras em cada grupo, cobriremos 9 semanas com palavras sendo apresentadas todos os dias. Em cada semana, você deve seguir a sequência das palavras do grupo.

A forma de apresentação das palavras

Você deverá posicionar cada palavra na frente do bebê numa distância aproximadamente de 50cm. Fale uma vez a palavra e espere o bebê focalizar a palavra, depois repita novamente aguarde 3 segundos e depois guarde o cartão. Nos primeiros dias, o bebê pode demorar mais de 30 segundos para focalizar, mas depois ele começa a focalizar cada vez mais rápido, pois já vai entender que você está mostrando a palavra para ele. Você deve manter a palavra parada enquanto mostra para o bebê. Não fique balançando a palavra para chamar a atenção do bebê, isso é a pior coisa que você poderia fazer. No vídeo a seguir, é possível ver a reação do bebê na última semana do estímulo visual.


Recomendações gerais

Os pais precisam compreender primeiramente que, para o bebê, este jogo de palavras é uma grande brincadeira. Ao longo do aprendizado, este jogo se tornará a melhor brincadeira para o bebê pois sempre estará apresentando novidades. Então, é preciso tomar muito cuidado para escolher os momentos certos para apresentar as palavras. A mãe precisa mostrar para o bebê a alegria de brincar com as palavras. Se a mãe estiver com algum tipo de indisposição, é melhor adiar a apresentação das palavras. Também é importante que o bebê esteja num momento bem tranquilo, onde ele esteja descansado e não esteja com fome. Se o bebê quiser mamar, por exemplo, ele concentrará todo o esforço em conseguir o alimento e qualquer brincadeira será ignorada. Por isso, escolher o momento certo de ensinar é fundamental.
Cada sessão é muito rápida e deve levar menos de 30 segundos. É isso mesmo, não se assuste, quando entrarmos na etapa 1, onde realmente o ensino começa, o tempo de cada sessão será ainda menor. É preciso ter em mente que o bebê tem a capacidade de aprendizado muito maior que a de um adulto, por isso, ao entrarmos na etapa 1, o tempo médio de cada sessão deverá ficar entre 5s e 10s. Com isso, é fácil concluir que ensinar um bebê não toma tempo significativo dos pais. O maior trabalho que eu tive, foi realmente montar o material.

Caso você pretenda ensinar matemática pelo método de Glenn Doman (livro "How to teach your baby math"), este estímulo visual também é válido. A partir do terceiro mês você já pode iniciar a Etapa 1 do ensino de leitura (palavras) e a Etapa 1 do ensino de matemática (contagem).

Não tente fazer um paralelo entre esta forma de aprendizado e o ensino tradicional que você teve na escola. A melhor forma de encarar este programa de ensino é como uma brincadeira para o bebê que irá estimular o cérebro dele de uma forma extremamente mais eficiente do que qualquer escola "tradicional" conseguiria fazer. Não acredite em mitos falsos, no meu primeiro post ("O início de uma espetacular jornada"), eu fiz uma referência a alguns falsos mitos. Acredite no potencial do seu bebê e divirta-se muito com esta grande brincadeira de ensino e aprendizagem.

Os próximos passos

Após concluir estas semanas de estímulo visual que podem durar entre 8 e 10 semanas, você deverá iniciar a Etapa 1, onde realmente iniciaremos o ensino das palavras. No meu caso, eu encerrei o programa de estímulo visual com a minha filha na 8ª semana. Na terceira semana, ela já reagia muito bem a apresentação das palavras.